terça-feira, 30 de junho de 2015

ECOS DO SILÊNCIO de Jaci Ludgero de Souza / foto: Marcelo Luiz de Frreitas

enviados pelos autores


ECOS DO SILÊNCIO...

Quebrou o silêncio ao dizer nada
O silêncio ao dizer nada quebrou
Silêncio ao dizer nada quebrou o 
Ao dizer nada quebrou o silêncio
Dizer nada quebrou o silêncio ao
Nada quebrou o silêncio ao dizer

Amigo de Márcia Brabo - Aycram / foto: Marcelo Luiz de Freitas

 enviado pelos autores



Amigo


Amigo é como um tesouro
Que, uma vez encontrado,
Valoriza mais do que o ouro
Hoje, com seu brilho desprezado!

Mas, como mantê-lo puro,
Sem parecer que está sendo usado
Nesse mundo, hoje, tão solitário e duro?

Brincar de eternidade de Adriane Lima / foto: Marcelo Luiz de Freitas

 enviado pelos autores



Brincar de eternidade  


Foram tantas ás vezes
que ouvi:
"a vida é uma roda gigante."
Nesse eterno sobe e desce
repleta de Déjà Vu.
O medo que me dá
não vem da altitude
que esse sentido
vertical provoca

Poema de Juarez Florintino Dias Filho

enviado pelo autor

"Sob o Véu da ilusão" - por João Alberto de Faria e Araújo

enviado pelo autor





A segunda edição de "Sob o Véu da ilusão" tá de cara nova.
Acesse e conheça: http://www.flipsnack.com/968B8AFEFB5/sob-o-veu-da-ilusao-fdpar02ep.html

A UM PASSO DO PAREDÃO... Por : Júlio César Cardoso

enviado pelo jornal Grito Cidadão


Por : Júlio César Cardoso

No desenrolar dos fatos da Operação Lava-Jato, o juiz Sérgio Moro determinou a prisão de Marcelo Odebrecht e Otávio Azevedo, presidentes da Odebrecht e da Andrade Gutierrez, por considerar que os dois comandavam o cartel de empresas que ganhavam contratos da Petrobras em troca de pagamento de propina a funcionários da estatal e a políticos. E está a um passo de alcançar o ex-presidente Lula.

Sex Pistols e o Capital: punk de boutique ou "a grande farsa" do "anarco-capitalismo"

enviado por 
Derlone Pereira
Cartão de crédito estampado com o logo da banda Sex Pistols

Sex Pistols e o Capital: punk de boutique ou "a grande farsa" 
do "anarco-capitalismo"

Como disse um chegado meu uma vez, tem piada que não dá pra deixar passar.
Antes que alguém, após ler a matéria logo abaixo que me inspirou a escrever esta nota, pateticamente esperneie e grite de novo "traidores!", é bom lembrar que Sex Pistols desde o início foi uma banda projetada por um empresário (Malcolm McLaren), dono da boutique "Sex" (que preguiça de repetir isso ainda hoje)... Diferente de, por exemplo, um Sham 69 da vida (ufa! consegui não citar o Clash), contemporâneos surgidos espontaneamente nas ruas daquela ilha, como bem lembrou Glauco Mattoso certa vez.
Sex Pistols era uma ótima e visceral banda de rock'n'roll de mãos dadas com a indústria fonográfica (alguma novidade nesse "pecado"?), com a diferença de serem divertidamente cínicos (coisa que hoje não conseguem ser mais... o enfadonho "Filthy Lucre" é prova disso), no gancho do "punk rock" então em surgimento e efervescência, a qual, queira sim, queira não, colaborou muito com seu "formato" tão conhecido hoje.

A Nova Poesia - por Gerson Monteiro (vídeo)


enviado por Gerson Monteiro
 aprecie o vídeo do autor lendo algumas páginas de seu livro de Aldravia A Nova Poesia - Ed. Costelas Felinas.  CLIQUE AQUI

segunda-feira, 29 de junho de 2015

lançamento do álbum de estreia da banda paraibana A Troça Harmônica

enviado pela Troça Harmônica



Ocorreu dia 22/06 o lançamento virtual do álbum de estreia da banda paraibana A Troça Harmônica, disponível para download gratuito e audição online em atrocaharmonica.mus.br.

O álbum também está no Youtube e Soundcloud, onde pode ser acessado via streaming (www.youtube.com/atrocaharmonica e www.soundcloud.com/atrocaharmonica).

Logo abaixo segue o release produzido pelo jornalista André Luiz Maia. Em anexo, as fotos de Rafael Passos e a capa de Silvio Sá.

Os ecos silenciosos da alma d’A Troça Harmônica
André Luiz Maia


Se “no princípio era o verbo”, com A Troça Harmônica era a ausência de som.

Prêmio IMC de Literatura 2015

enviado por IMC - Instituto Maximiano Campos


Prêmio IMC de Literatura 2015



CONFIRA AQUI PREMIAÇÃO E COMO ACESSAR O REGULAMENTO

O CHÃO BATIDO de EUNICE ARRUDA / foto: Marcelo Luiz de Freitas

enviado pelos autores


O CHÃO BATIDO  

I
Não nos perdoem
os que nascerão
amanhã
Deixamos como herança a
busca inesperada que
fomos
neste chão
batido de passos incertos
onde cabeças se abaixam
sem resposta
Ainda esperamos aqueles
que hão de
nascer

Genitais Externos de Márcia Brabo / arte visual: Ana Austin

enviado pelos autores


Genitais Externos


No início, somos virgens; Tocar-nos, nem pensar: Era do Mal!
Com o tempo, a masturbação resolvia um pouco: - Antigo pecado mortal!
Nós somos assim mesmo: - Um resíduo da vida animal!
Conhecidos como órgãos sexuais, no fundo, somos mesmo é sensuais:

- “Acordamos” até pelo simples toque ou “sonho casual”!
Neste caso em particular, para o pênis é normal:
-Nem é preciso encontrar-se com a “Vagina fulana de tal”,
Para tudo ocorrer da forma ideal;

Mas, nem tudo funciona assim, tão surreal:
- Nem na forma, nem na ação habitual;
Somos comparáveis a uma dupla de rock infernal:
- Como o som da guitarra em seu orgasmo final;

AMAR É na voz de Ana Clara Marques

enviado por Luciano Marques

Os compositores  Cleberson Horsth - Ricardo Feghali  tem agora a música AMAR É na voz de Ana Clara Marques,


confira qui o vídeo


Amar é quando não dá mais pra disfarçar
Tudo muda de valor
Tudo faz lembrar você

Amar é a lua ser a luz do seu olhar
Luz que debruçou em mim
Prata que caiu no mar

A ENCÍCLICA ECOLÓGICA EM DEFESA DA “NOSSA IRMÃ E MÃE TERRA” Por António Justo

enviado pelo jornal Grito Cidadão

Por António Justo

A nossa Casa comum” sente-se ferida, adverte Francisco !
Na sua encíclica verde, o Papa denuncia a destruição do ambiente, a embriaguez do consumismo, a degradação ambiental e cultural, e a submissão da política à economia.
A encíclica Laudato Si (Louvado seja) do Papa Francisco, dedicada à ecologia e ao ambiente, põe em primeiro plano a protecção, conservação e recuperação do ambiente natural e ecológico da “nossa irmã e mãe terra”, no seguimento de S. Francisco de Assis, Padroeiro dos ecologistas. Por isso o Papa inicia a encíclica com as palavras de S. Francisco “Louvado seja” no seu “Cântico das Criaturas” que compôs em 1225 (Texto em: http://antonio-justo.eu/?p=3183).